SPPM celebra o Dia Internacional das Mulheres e Meninas nas Ciências

Categoria: Cidadania, Subs Mulher | Publicado: sexta-feira, fevereiro 11, 2022 as 12:24 | Voltar

Desde 2016, o Dia Internacional das Mulheres e Meninas nas Ciências é comemorado em 11 de fevereiro, data aprovada pela Assembleia Geral em 2015 e celebrada pelas Nações Unidas e UNESCO. A criação da data visa lograr um maior destaque para a pauta, visto que ainda são necessários esforços para a participação igualitária das mulheres nas ciências.

“Nós pautamos nossas políticas públicas para garantir maior representatividade das mulheres que está diretamente ligada à redução das situações de vulnerabilidades sociais provocadas pela desigualdade de gênero, permitindo o empoderamento econômico. E a data de hoje traz a reflexão sobre a importância de apoiarmos as mulheres e meninas em suas mais diversas profissões, lutando pela conquista de espaços em todos os setores da sociedade”, explica a Subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja.

Dados da ONU e da UNESCO apontam que as mulheres representam menos de 30% dos pesquisadores no mundo todo e demonstram como ainda persistem as barreiras e a baixa representatividade para mulheres e meninas, sobretudo em áreas como ciências, tecnologia, engenharia e matemáticas, conhecidas pela sigla STEM em inglês (Science, Technology, Engineering and Mathematics).

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), Márcio de Araújo Pereira, as cientistas do Estado do Mato Grosso do Sul formam uma força imensa. “Dos projetos da Fundect, 51% são coordenados por mulheres, nós temos também muitos projetos de inovação tecnológica, no qual 56% são desenvolvidos por mulheres, além das bolsistas. A nossa cientista aqui no Estado ela é muito forte, traz resultados fantásticos com participação atuante e nós só temos a agradecer por ter mulheres tão capacitadas, tão técnicas que ajudam nosso Estado a se desenvolver. E ressaltando que 80% do corpo técnico da Fundect é composto por mulheres”, finaliza.

O secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO), Ricardo Sena, pasta a qual a Fundect é subordinada, ressalta que, "é necessário que possamos proporcionar oportunidades de igualdade para as mulheres em todas as áreas. Na ciência, tecnologia e inovação não é diferente. Mas do total de projetos apresentados e em andamento com recursos da FUNDECT, a maioria é coordenada por mulheres. Isso é importante, pois a desigualdade impõe uma barreira quase que intransponível para que possamos revelar talentos, pensar de forma disruptiva e criar novas formas de pensamento e, consequentemente, uma nova forma de agir".

 

 

 

 

 

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.