Seminário debate políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres LBTs

Categoria: Cidadania, Subs LGBT, Cidadania, Subs Mulher | Publicado: quinta-feira, junho 23, 2022 as 16:30 | Voltar

O Seminário de Políticas Públicas para Mulheres LBTs, organizado pela Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas LGBT+ e em parceria com a Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, discutiu na quarta-feira (22), as ações de enfrentamento à violência contra as mulheres lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis.

O evento faz parte das ações do mês do Orgulho LGBT+, que tem como objetivo falar um pouco mais sobre várias desigualdades e discriminações que acontecem no cotidiano das pessoas LGBTs.

“Esse mês é importante para que a gente lembre que muitas pessoas continuam enfrentando discriminação todo dia, seja no acesso e permanência nos locais formais de educação, no mercado de trabalho ou ainda na sua experiência de vida”, ressalta o Subsecretário de Políticas Públicas LGBT+, Leonardo Bastos.

O evento contou com a presença de gestoras de políticas públicas municipais para as mulheres, representantes de secretarias municipais. Para a gestora da OPM de Japorã, Elenice Mendes Ramos, o evento possibilita a troca de experiências e conhecimento. “Meu município tem 10 mil habitantes e o meu papel aqui é aprender e levar esse conhecimento para ser aplicado para a população. Aqui podemos tirar nossas duvidas, ver como os outros municípios estão trabalhando e principalmente ficar perto das ações do Governo do Estado”, afirma.

Presente no evento o Secretário de Estado de Cidadania e Cultura, Eduardo Romero, pasta a qual as Subsecretarias são vinculadas destacou que, “combater a violência é mudar a raiz estrutural, se mudar raízes culturais não é fácil, não é simples, não passa só por um, mas passa por todos, pela construção social e principalmente por novas formas de encontrar significações para esse comportamento que não é mais tolerado, por isso é fundamental esses encontros. ”

Na ocasião o tema: “Os desafios da inclusão de mulheres LBT’s na Rede de Enfrentamento a Violência”, foi pauta da mesa de discussão composta pela Defensora Pública Thaís Dominato Silva Teixeira - Coordenadora do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública Estadual de Mato Grosso do Sul; pela Promotora de Justiça Aline Mendes Franco - Coordenadora Adjunta do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (NEViD); pela advogada e presidente da Comissão de Enfrentamento a Violência contra a Mulher da OAB/MS, Mariana Santos e pela Coordenadora do Centro Estadual de Cidadania LGBT, Karla Waleska.

“Uma vida livre de violência e de discriminações é um direito de todas as mulheres. Para as mulheres lésbicas, bissexuais e transexuais, porém, a possibilidade da violência, em casa e fora dela, acontece pela junção dos vários preconceitos que enfrentam”, ressaltou na ocasião a Subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Rosana Leal.

Estiveram presentes também a presidente do Conselho estadual dos Direitos da Mulher, Bianca Knorst; a vice-presidentes do Conselho Estadual LGBT e vice-presidente do Fórum Estadual LGBT, Mikaella Lima Lopes; a delegada Maíra Pacheco Machado, da DEAM, entre outras autoridades.

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.