Mulheres indígenas participam de oficina de modelagem de roupas

Categoria: Cidadania, Subs Indígena | Publicado: segunda-feira, março 28, 2022 as 07:21 | Voltar

A Secretaria de Cidadania e Cultura (Secic), por meio da Subsecretaria de Políticas Públicas para a População Indígena, iniciou neste final de semana as oficinas de criação coletiva indígena que tem o objetivo de desenvolver peças do vestuário da moda indígena, como forma de resgate cultural para as comunidades de contexto urbano de Campo Grande.

Secretário adjunto Eduardo Romero ajudando na oficina.

“A oficina tem o propósito de despertar o interesse pelo resgate da cultura com a produção de peças singulares com características do povo indígena. Além de propiciar essa troca de experiências, de saberes entre as comunidades, aproximando essas pessoas numa proposta de construção coletiva”, ressalta o secretário adjunto da Secic, Eduardo Romero.

Nesta primeira ação participaram mulheres representantes de 7 aldeias indígenas de contexto urbano, situadas em Campo Grande, sendo elas: Água Bonita, Marçal de Souza, Paravá, Santa Monica, São Conrado, Darci Ribeiro e Água Funda.

“Esse projeto está comtemplando não somente a nossa comunidade, ele é muito importante porque queremos unir as aldeias, e na próxima semana vamos ter mais participantes. E quero agradecer ao Governo do Estado por ter lembrado de nós e proporcionar encontros como esse”, destaca o Cacique da Aldeia Água Bonita e presidente do Conselho Municipal dos Povos Indígenas de Campo Grande, Alder Romero.

Maria Moreira - fundadora da Água Bonita.

Para Maria Moreira, que juntamente com seu esposo fundou a Aldeia Água Bonita há 22 anos atrás, o momento é emocionante. “Aqui nós já sofremos muita discriminação, muita humilhação e agora, nesses últimos anos estamos sendo lembrados, essa oficina aqui significa muito para nos mulheres indígenas”.

Já Daiane Barbosa, presidente de uma associação que representa indígenas vindo do município de Miranda para Campo Grande, afirma estar honrada pelo convite, já que a comunidade luta pelo reconhecimento.  “Nossa associação atende indígenas que vieram da Aldeia Cachoeirinha para cá há mais de 30 anos em busca de melhores condições de vida, e essa ação é a primeira que nós estamos participando na Água Bonita e nós não podemos deixar nossa cultura morrer, tanto da língua, quanto de vestes.”

A próxima oficina será realizada no dia 02 de abril, na Oca da Aldeia Água Bonita.

 

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.