Governo do Estado realiza I Simpósio Estadual de Saúde da Mulher

Categoria: Cidadania, Subs Mulher | Publicado: terça-feira, outubro 5, 2021 as 12:50 | Voltar

Com o objetivo de promover discussões sobre temáticas de saúde da mulher, atualizando concepções e práticas profissionais, estimulando a implementação de novas perspectivas do cuidado à saúde da mulher, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM) realizaram na manhã desta terça-feira (05), a abertura do “I Simpósio Estadual de Saúde da Mulher”, tendo como público alvo profissionais de saúde, gestoras municipais de políticas para mulheres e servidoras públicas estaduais que atuam na temática.

A ação marcou também o lançamento da campanha “Outubro Rosa”, pelo Governo do Estado, uma campanha mundial para chamar a atenção de toda a população para a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo de útero, e do Protocolo Estadual de Atenção à Mulher Vítima de Violência.

Presente no evento a primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja, destacou a importância dessa retomada dos eventos presenciais, para falar de uma campanha tão importante. “A gente fica muito feliz de estar conseguindo voltar às reuniões presenciais, aos atendimentos, então isso é muito importante. Nós passamos dois anos de uma pandemia que acabou afastando as mulheres e todas as pessoas dos atendimentos, principalmente da saúde, então nós começamos hoje, fazendo o lançamento do outubro rosa e do Simpósio da Saúde da Mulher. O Governo do Estado tem apresentado vários atendimentos para que as mulheres possam se prevenir, a prevenção, o atendimento precoce sempre é a melhor opção, precisamos olhar com mais carinho para nós. ”

As atividades do Simpósio Estadual de Saúde da Mulher, se estendem até quarta-feira (06), debatendo temas como: diagnóstico, acolhimento e tratamento de câncer de mama e colo de útero; atenção integral à saúde da mulher no contexto da violência doméstica/sexual; saúde mental das mulheres.

Subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja

“A atenção integral à saúde das mulheres, não é só um eixo das políticas públicas com as quais a Subsecretaria trabalha, mas é uma política estratégica no nosso planejamento e nas nossas ações. E essa parceria com a Secretaria de Saúde nesta pauta, ela é permanente, essa transversalidade ela é necessária para que a gente possa estar sempre aprimorando o trabalho, e a parceria aqui hoje nesse I Simpósio Estadual de Saúde da Mulher, na Assomasul também tem o aspecto de interiorizar as políticas públicas, e chamar a atenção das mulheres que mesmo em meio a pandemia não deixem de realizar a sua mamografia, prevenção é sempre o melhor remédio”, explica a Subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja.

Já o Protocolo Estadual de Atenção à Mulher Vítima de Violência, é um documento que norteará o atendimento dos serviços de saúde nos 79 municípios sul-mato-grossenses. Ainda que o protocolo seja para atendimento a todos os públicos, é sabido que as mulheres são a maioria das vítimas de violência, principalmente de violência sexual.

A SES lança esse documento para que os profissionais das unidades de saúde tenham um procedimento padrão nos atendimentos, que devem ser sempre humanizados e especializados, acolhendo a vítima.

“Nós precisamos agora, que a gente tem um cenário totalmente diferente da pandemia, quando a gente já tem um controle muito rigoroso da doença, o número de casos já caiu mais de 90%, o número de internações e óbitos também, a gente precisa voltar o nosso olhar para algumas situações que a pandemia deixou em segundo plano, como a saúde da mulher. E estamos programando uma série de entregas como desse protocolo para dizer a mulher do Mato Grosso do Sul que aqui tem um governo compromissado com a sua saúde, e compromissado em poder fazer com que sua vida seja preservada”, ressaltou Geraldo Resende, Secretário de Estado de Saúde.

O município de Nioaque, foi o primeiro a aderir ao protocolo, os demais municípios interessados, devem entrar em contato com a Coordenadoria de Ações em Saúde da SES. “Sabemos que nos dias de hoje infelizmente acontecem vários tipos de violências contra as mulheres, esse tabu precisa ser quebrado, e hoje eu me sinto feliz de poder compartilhar junto com a SES e SPPM, a realização desse evento e a assinatura deste termo de adesão entre o município de Nioaque e o Governo do Estado”, afirma Valdir Júnior, prefeito de Nioaque e presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul).

Acesse aqui o Protocolo Estadual de Atenção à Mulher Vítima de Violência. 

Fotos: Chico Ribeiro - Subcom 

 

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.