Festival Sarau Cidadania e Cultura no Parque chega à região norte de Campo Grande

Categoria: Festival Sarau Cidadania e Cultura no Parque | Publicado: quinta-feira, novembro 3, 2022 as 11:07 | Voltar

O bairro Vida Nova, região norte da Capital, é o próximo a sediar o Sarau no Parque.
O evento, gratuito, acontece das 16h às 20h, no Parque Tarsila do Amaral.

 

O Festival Sarau Cidadania e Cultura no Parque abre suas atividades de novembro na região norte de Campo Grande. Em sua 17ª edição, o evento será realizado no domingo (6) no Parque Tarsila do Amaral, que fica situado na Rua Santo Augusto, s/n, bairro Vida Nova.

Com entrada franca, a programação como sempre promete surpreender as pessoas que forem conferir de perto as apresentações artísticas e os estandes de exposição e comercialização de produtos e artigos de arte.

Isso porque a cada edição, são novos artistas que se sobem ao palco ou expõem os seus trabalhos nas tendas, ou seja, há sempre um clima de ineditismo no ar. Um convite às famílias curtirem o domingo e se aproximarem do que a cultura sul-mato-grossense tem produzido de mais recente.

“Chegamos, agora, no bairro Vida Nova que está situado em um grande complexo urbano da cidade, que além de ter grandes bairros, populosos, no entorno, ainda, tem uma comunidade indígena que é a Água Bonita”, avalia o secretário de Estado da Cidadania e Cultura, Eduardo Romero, que tem atuado frente a intensa agenda do Sarau no Parque. “Novembro é o mês da Cultura, da Consciência Negra, um período emblemático que traz temas fundamentais para serem discutidos junto à sociedade”.

Destinado a um público diversificado, de todas as idades e gostos, o Sarau no Parque trará ao palco o músico Mateus Tonette que promete uma performance dinâmica e interativa, acompanhado por um violino acústico e, também, elétrico, no qual fará uso de pedais de efeito.

“O violino é conhecido, mundialmente, como um instrumento clássico, onde a maior parte do seu repertório vem desse universo. Aqui, minha proposta é sair dessa ‘caixa’ e trazer uma nova experiência às pessoas. Tocando os mais variados estilos musicais  -  pop, sertanejo, rock e temáticas regionais, do nosso”, revela ele.

Curiosa também é a proposta da artista Ana Rita Moraes que, no Espaço Brincantes, convida o público a viajar com ela pelo universo das esculturas. “Trabalho há anos com esculturas. Trago para o Sarau no Parque essa ideia de uma oficina voltada à criação de peças inspiradas em animais de nossa cultura rural, como o boi e o cavalo, por exemplo. Não precisa ter experiência, as técnicas serão apreendidas aqui”, explica.

Nessa mesma linha de interação, o grupo Doutores do Reino, que há mais de 10 anos promove técnicas de palhaçaria em hospitais e instituições filantrópicas, irá interagir com quem estiver pelo parque. “Ao invés de apresentarmos um número curto no palco, faremos a aproximação com as individualidades e singularidades das pessoas presentes no evento”, detalha o fundador do projeto Diego Aydos.

Pelo visto, interação será a palavra-chave desta edição. O renomado artista plástico Jonir Figueiredo, conhecido por retratar o Pantanal em suas telas, promete performar diante dos olhos do público. “Além da tela que pintarei ao vivo, farei, também, um varal com infogravuras. Todo um trabalho que estou preparando com carinho, pois um sarau é sempre uma oportunidade de troca e comunicação direta com o público”.

E, dentro desse mix de experimentações há também espaço para o que é mais tradicional.  Como o bom e conhecido sertanejo que será levado ao palco nas vozes de artistas como Vilella e Marco Aurélio, da cidade de Dourados.

“Traremos, em formato mais compacto, um pouco do show online ‘Saudade Morena’, homônimo do chamamé [nome da música] de minha autoria e gravado, originalmente, pelo grupo Canto da Terra. O show foi um trabalho, em julho de 2021, em que contamos com recursos da Lei Aldir Blanc repassado pelo Governo do Estado por meio de sua Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.”, explica o cantor Marco Aurélio

Ainda sobem ao palco Guga Cunha (Sertanejo); Julio Diniz (Rock); Banda Marolo (Reggae); Cia Blaoow (Artes Cênicas); Begèt de Lucena (MPB); Erick da Gaita (Sanfoneiro Terena); Dupla Permanência (Arte e Cutura de Rua); Jusley Souza (Cultura Popular); Ana Kariny Campeiro (Audiovisual, com o curta “B.O - Bem-vindos ao ontem). Além da economia criativa com Lucila dos Santos (Artesanato) e Sá Júnior (Literatura).

O Sarau no Parque é uma realização da Secic - Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura, órgão vinculado ao Governo de Mato Grosso do Sul. Outras informações do evento você confere pelo Instagram e Facebook: @saraunoparquems.

 

Festival Sarau de Cidadania e Cultura no Parque
Data: 6  de novembro (domingo)
Horário: 16h às 20h
Local: Parque Tarsila do Amaral - Rua Santo Augusto, s/n, bairro Vida Nova (região do bairro Nova Lima - saída para Cuiabá)
Entrada gratuita

 

 

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.