Encontro debate políticas para adolescentes e jovens egressos do sistema socioeducativo

Categoria: Cidadania, Subs Juventude | Publicado: quarta-feira, novembro 17, 2021 as 20:02 | Voltar

O retorno de adolescentes e jovens ao convívio social após o cumprimento de medidas socioeducativas foi tema de Seminário realizado nesta quarta-feira (17), pela Subsecretaria de Estado de Políticas Públicas para Juventude, em Campo Grande.

O evento contou com a participação de servidores da socioeducação e áreas afins, que debateram, com base em programas e projetos, as medidas socioeducativas na vida dos adolescentes durante e após a internação.

Na abertura do encontro o Subsecretário de Estado de Públicas para Juventude, Ian Leal, destacou a importância do debate. “Como a política de juventude é uma política transversal de governo, é natural e importante que isso perpasse várias secretarias, instituições e, nessa perspectiva, realizamos esse debate”, ressalta.

Já a Desembargadora e Coordenadora da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Maro Grosso do Sul, assegurou a necessidade do debate sobre o tema. “Hoje nós estamos aqui discutindo algo que não é exclusivamente para os jovens, o que nós estamos discutindo é uma política para toda a sociedade, uma sociedade que dá oportunidade aos seus jovens, é uma sociedade que trata bem os adultos, os idosos, as crianças, a pequena infância, enfim, nós temos que pensar em todos. E quando nós falamos de jovens egressos de medidas socioeducativas e jovens em situação de acolhimento, nós estamos falando de crianças que foram vulneráveis em seus direitos, crianças que foram maltratadas, ou seja, não tiveram atendimento em direitos fundamentais. E essa discussão vem para trazer a nossa tarefa de darmos condições para que esses jovens tenham seus direitos garantidos. ”

Presente também no evento a procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul (MPT-MS), Cândice Gabriela Arosio, afirmou que, “é com grande alegria que estamos aqui hoje para discutir esse tema tão relevante para os nosso jovens, e esse é um assunto importantíssimo para o estado do Mato Grosso do Sul, consequentemente para as autoridades que estão envolvidas com as temáticas relativas com a infância e juventude e o Tribunal do Trabalho está muito satisfeito em poder compor essa discussão.”

 

Na ocasião o Subsecretário Ian Leal, apresentou o Centro Estadual para Juventude, com início das atividades previsto para o ano de 2022, que terá como foco olhar para todas e todos jovens e em promover um equipamento qualificado para atendimento das demandas das juventudes e promover ações, atividades e projetos afirmativos e de cidadania.

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.