Cônsul da Costa do Marfim participa de roda de conversa sobre o continente Africano

Categoria: Cidadania, Subs Racial | Publicado: quinta-feira, março 12, 2020 as 16:51 | Voltar

Campo Grande (MS) – Tibe Bi Gole Blaise, cônsul honorário da República da Costa do Marfim em São Paulo, reuniu-se na quarta-feira (11.03) com representantes do Grupo de Trabalho, Estudos Zumbi (TEZ), do Movimento Negro do Mato Grosso do Sul e com a Subsecretária Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves. A roda de conversa teve como objetivo a troca de conhecimento sobre a África Ocidental, enfatizando a economia e a cultura e foi realizada no Centro Cultural José Ottávio Guizzo, em Campo Grande.

Segundo a Subsecretária Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves, o encontro permitiu uma aproximação maior com o representante daquele país. “Penso que além de conhecer mais profundamente a história da Costa do Marfim, estamos ampliando a visibilidade do Mato Grosso do Sul, apresentando as boas práticas e projetos de sucesso. Foi uma oportunidade única de troca de experiências”, afirma.

 

Representantes do Grupo TEZ, do Movimento Negro e da Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial.

 

A visita do Consul ao Estado tem como finalidade abrir as portas do mercado sul-mato-grossense para importar a proteína animal produzida no Estado, com base em projetos desenvolvidos pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

“É uma honra estar aqui no Mato Grosso do Sul, eu vim para falar um pouco da África e dizer que é um continente rico, apesar de tudo que divulgam. Somos o segundo continente mais populoso do mundo. E nós viemos até aqui porque sabemos o quanto esse Estado é importante, com muitas riquezas e queremos que esse Estado seja nosso parceiro”, ressalta o Cônsul da Costa do Marfim, Tibe Bi Gole Blaise.

Organizadora do evento a professora e presidente do Grupo TEZ, a professora Bartolina Ramalho Catanante, destaque em pouco tempo de bate papo foi possível de conhecer um universo da Costa do Marfim. “O nosso objetivo sempre é falar sobre a África e as origens, só que a maioria de nós militantes do Movimento Negro nunca temos a oportunidade de ir até a África, então quando nós temos um representante legitimo falando aqui das características africanas isso representa muito para nós, porque é o que você vê e é o real, não é só o livro, tem o depoimento das pessoas que estão aqui e querem fazer essa troca de conhecimento que é fundamental. Tivemos a oportunidade de conhecer um universo da Costa do Marfim que a gente não imagina, como a própria produção de alimento que é uma coisa tão básica”.

O grupo TEZ foi a primeira entidade do Movimento Negro instituída no Estado e atua no combate a opressão e contra o racismo, lutando pelo respeito dos direitos constitucionais da população negra sul-mato-grossense.

 

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.