Cinesolar proporciona noite de cinema na aldeia Água Bonita

Categoria: Cidadania, Subs Indígena, Cidadania, Subs Mulher | Publicado: segunda-feira, março 28, 2022 as 08:55 | Voltar

A Secretaria de Cidadania e Cultura (Secic), a subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres e a subsecretaria de Políticas Públicas para a População Indígena, trouxe pela primeira vez em Mato Grosso do Sul o projeto Cinesolar, cinema de estação móvel. No sábado o cine estreou pela primeira vez em Campo Grande, na Aldeia Urbana Água Bonita. Criado em 2013, o Cinesolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil. Além disso é acionado por energia solar e realizado dentro de uma van equipada com placas que utilizam um sistema conversor de energia solar em elétrica.

A sessão iniciou com os curtas metragens infantis, Procura-se e O gigante. No evento também foi apresentada a dança Guachire, tradicional da etnia Guarani-Kaiowá. Muitas crianças e adultos da comunidade tiveram a oportunidade de assistir ao cinema pela primeira vez, como descreve o Cacique da Aldeia Água Bonita e presidente do Conselho Municipal dos Povos Indígenas de Campo Grande, Alder Romero. “É a primeira vez que eu vou assistir ao cinema, e existem muitas crianças aqui, que assim como eu nunca tiveram essa oportunidade. ”

Depois dos curtas foi apresentado o filme “Fala Sério Mãe”, escolhido em alusão a março, mês da mulher. Para a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, é muito importante apresentar este filme que aborda a relação entre mãe e filha. “O filme foi escolhido pela subsecretaria da Mulher, porque nós ainda estamos no mês de março, com diversas atividades em alusão ao protagonismo das mulheres sul-mato-grossenses.” A presidente do Grupo de Mulheres Artesãs da Água Bonita, Zenilda Pereira da etnia Guarani, também agradece o incentivo de trazer o cinema para a aldeia e a representatividade do filme protagonizado por mulheres.

Levar a sétima arte para Água Bonita é um avanço e representa um momento histórico, segundo a cacica Alicinda Terena. “Uma ação muito legal, e também um avanço para o protagonismo da mulher”. O produtor do Cinesolar, Izidio Souza, comenta a parceria da Brasuca Produções com o Governo do Estado. “É um prazer, chegar pela primeira vez no Mato Grosso do Sul, nós já passamos por mais de 500 cidades no Brasil, e agora estamos adentrando o Centro-Oeste por aqui. Agradecemos a parceria com a Secretaria de Cidadania e Cultura, por nos proporcionar democratizar o acesso ao cinema à população indígena, visto que só 4% da população Brasileira tem acesso a esta arte.”

O secretário adjunto da Secic, Eduardo Romero também participou da ação.

 

Texto: Bel Manvailer - estagiária com supervisão de Jaqueline Hahn Tente - Secic

Publicado por: Jaqueline Hahn Tente

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.